Browsing Tag

Rotaroots

www

Blog Day: os blogs favoritos de 2015

Chegamos ao fim de agosto. Chegamos também ao fim do BEDA, projeto com carinha de desafio que aproximou tanto blog bacana nos últimos dias. Apesar de não ter postado todos os dias, movimentei bastante a agenda de atualizações aqui do blog e fiquei muito bacana com o feedback dessa ação. Gente nova apareceu por aqui, conheci novos blogs, achei muito bacana MESMO!

Como acabei ficando off nos últimos dias, decidi estender o BEDA por mais alguns dias, até o final da semana (sexta-feira). Fiquei empolgada, me deixa!

Mudando de assunto, hoje também é um dia especial. É celebrado no mundo todo o Blog Day. A brincadeira surgiu a partir de um trocadilho com a data 31/08. Já fiz post com essa temática aqui no Maionese e esse ano vou repetir a dose. Espero que vocês curtam meus indicados esse ano! 🙂

PS: esse post vai sofrer updates durante o dia. Eu vou esquecer de incluir gente linda. Vou lembrar delas de repente e certamente vou incluir no post mesmo que depois.

>> 5 blogs que não saem do meu feed <<

Just Found: já tinha ~cruzado~ com a Camila em um evento ano passado mas na época a gente acabou não virando ~migona~. Com o tempo, rolou uma identificação e desde então considero demaaais essa garota. Super cabeça, caprichosa e bonita por dentro e por fora. O blog dela reflete exatamente essa boniteza toda.

Não Me Mande Flores: a Cami é autora de um dos blogs mais fofos e bonitos da web hoje em dia. E sabe o que é mais legal? Você conhece a pessoa e vê que ela é exatamente assim. Tão bom quando a gente conhece um tanto da pessoa que tá ali ~por trás~ dos textos. Amo de paixão!

BRMTT: me sinto íntima da Ba só de ler o blog dela. Sem falar que essa menina é uma pessoa tão querida e atenciosa que dá vontade de ser migs!

Miss American Pie: quando ~conheci~ o blog da Ju, achei uma coisa tão fofa e me identifiquei na hora com ela. Casinha super fofa, tatuagens, mãe de gatinhos, viagens… Adicionei na hora nos feeds e a gente acabou ficando ~ainda mais próxima~ por causa das corridas de rua.

Gosto de Canela: conheci a Ingrid há alguns anos, a gente já mudou tanto de lá pra cá e é muito bacana poder ~estar próxima~ dela por meio do seu blog. É incrível ver como as pessoas amadurecem e se tornam ainda mais incríveis, principalmente depois que se jogam ~com força~ na busca pela realização dos sonhos.

PLUS

Hello Lolla: acompanho o blog da Lolla desde o começo da blogosfera. Coloque aí mais de 10 anos nessa conta. Apenas um espaço cheio de fotos maravilhosas e contos sobre uma vida comum porém sob o olhar doce agridoce de uma brasileira que foi morar na Inglaterra.

Blogs Lado B: além da Cami Faria e da Cami Oliveira, também tô sempre acompanhando os demais bloguinhos da turminha mais charmosa e amada do Rio! Tem o GWS (que indico aqui ~mais abaixo~ aqui nesse post) e os blogs Amanhã, eu te conto da Lívia e Tem No Meu Quintal, da Ju. Tudo lindeza! <3

e agora isadora: apenas amo o blog da Isa. É outra que faz um blog tão ~ela~, ou seja, divertido, com um ótimo humor e cheio de belezas.

Ana Carô: mil anos lendo a Carô. Fiquei feliz quando soube que ela ia participar do BEDA porque sabia que ia ter ~sempre~ post no blog.

>> 5 blogs que conheci em 2015 <<

Vem Aqui Rapidão: conheci esse blog no BEDA e me diverti tanto com os posts que peguei amor. Indico a todos!

The Sunday Chapter: acho que descobri esse blog em algum post no Pinterest. Achei bacana um tutorial e resolvi clicar no link. Acabei devorando o blog.

Strawberry Fields: outro blog que conheci no BEDA e amei. A autora é linda e o blog é feito com tanto capricho que você fica com vontade de ler tudo.

Manias de Pimenta: a Marcela é de São Paulo mas mora aqui no Rio de Janeiro e, além de compartilhar muita coisa bacana no Snapchat, coloca no blog um monte de dicas de make e moda pra gente ficar ainda mais bonita.

A Life Less Ordinary: gosto de ler, é bem diversificado e agradável. Toda vez que visito, leio uns 5 posts de cada vez.

PLUS

Lecticia: acho que já tinha visto o blog dela pelo blog da Carô, mas foi pelo BEDA que voltei a visitá-lo, sempre encontrando um post interessante, com um ponto de vista bacana. Certamente vou continuar lendo, é bem o tipo de blog que gosto de ler.

>> 5 blogs pra sair da rotina <<

Corre Mulherada: atualmente, minha referência no que diz respeito ao universo da corrida de rua. Um blog feito por gente comum, como eu, você, que um belo dia resolveu se aventurar no mundo da corrida.

FÊliz Com a Vida: a Fê ~largou tudo~ pra se aventurar no mundo, vivendo como nômade digital. Em seu blog, ela conta muito do que aprende diariamente, além de dicas de viagem e outros pensamentos.

Gordelícias: bora cozinhar? Então deixa eu fazer um jabázim do meu blog pra vocês, né? VAMBORA COZINHAR!

GWS: Nuta e Marie atualmente dividem o comando de um dos blogs mais bacanas do Braziw. Assuntos bem variados com uma pegada ~conversinha com a melhor amiga. Assim poderia definir o GWS, que é made in Rio mas é cosmopolita, do mundo!

Update or Die: drops diários com o melhor do marketing, design e música. Sempre tem algo interessante sendo compartilhado por lá.

curta o blog no Facebook siga no Instagram acompanhe os tweets snapchat: hackelz

Maionese no BEDA

variedades

TAG: 5 coisas que me deixam mais feliz

A maravilhosa Ba Moretti, figura tão querida na blogosfera brazuca, compartilhou essa tag outro dia e achei que tinha tudo a ver comigo e com o blog. Na onda de fazer posts mais pessoais, que contem mais sobre quem a gente é, pensei que seria uma boa ideia falar sobre coisas que me deixam mais feliz. É simples, é direto e é uma forma de sermos mais gratos com o universo ao nosso redor.

Quem eu indico pra responder essa tag? Quem estiver com vontadinha de falar mais sobre si! #sejoga

1. ouvir uma música que amo em lugares inusitados

Já aconteceu de estar fazendo compras, na seção de legumes, e de repente toca alguma música que amo muito. Não sei vocês mas eu começo a cantar, mesmo que seja baixinho. Aliás, já perceberam como os supermercados estão investindo em rádios e playlists? Certeza que há um estudo por trás disso, nada é por acaso!

2. banho gelado depois de suar horrores correndo

Eu diria que essa é uma das melhores sensações do mundo. Você tá morto, suado, acabando, sem dignidade. O cabelo chega a estar pingando, transpiração excessiva. Melhor coisa? Tomar água, sim… porém o banho é uma benção. Nessas horas sempre agradeço por ainda termos água e também canonizo mentalmente a pessoa que “lá atrás” se ligou que água doce limpa tudo.

banho-gif

3. notar que o garçom está trazendo comida e sim, é pra sua mesa

Geralmente, cometo o erro de sair pra comer alguma coisa já morrendo de fome. PIOR SENSAÇÃO DO MUNDO. Você já tá devorando os cantos dos dedos, senta em uma cadeira confortável, aquele cheiro da cozinha invade suas narinas e nada pior do que ver o povo ao redor recebendo os pedidos e você não. Mas há algo de mágico nesse universo: perceber que o garçom, que geralmente traz bandejas que nunca são pra você, dessa vez, traz a sua comidinha. Quentinha, de forma rápida e incrível. Deus é bom, viu?

E aqui, vou inserir mais uma felicidade, porque comida faz isso com a gente:

PLUS: pedir uma comida e ela ser incrível de boa

Um dos filmes que mais amo é Ratatouille. Sempre choro, sempre me identifico, enfim, judge me. E uma das cenas mais lindas é quando o crítico vai provar o ratatouille feito pelo ratinho e o sabor o remete imediatamente à infância, com recordações da mãe. A cena é tão linda que só de descrevê-la meus olhos se enchem de lágrimas. A comida tem esse poder de provocar sensações de satisfação, nostalgia e alegria extrema.

4. ganhar presente de alguém querido e ser exatamente aquilo que você estava querendo

Adoro quando as pessoas se preocupam em dar algo que você tava querendo. Ou não necessariamente ~querendo~ mas algo que tenha a ver contigo. Fico que nem aquele garoto que ganha um Nintendo 64, sabem?

5. fazer algo inusitado no meio do dia, contrariando rotinas

Tem dias em que acordo super cedo, dou um gás nas tarefas de trabalho daí no meio da tarde já finalizei o expediente. Me largo no sofá e leio um livro. Certos prazeres são impagáveis e deliciosos. Antigamente me sentia “culpada” porque né, todo mundo tá trabalhando no escritório e eu lendo. Mas é tudo uma questão de ponto de vista. Tá feito? Tá entregue? Então estamos de boa.

acompanhe o maionese por aí:

curta o blog no Facebook siga no Instagram acompanhe os tweets snapchat: hackelz

Maionese no BEDA

conversas, variedades

Maionese no BEDA 2015

Hoje é dia 3 e digamos que estou um pouco ~atrasada~ em um projeto que mal conheço e já considero pacas, promovido pela galera linda do Rotaroots. Chama-se BEDA (Blog Every Day August). Palavra estranha? Porque em inglês? Ele é inspirado em um projeto que alguns youtubbers já fazem chamado VEDA, que significa Vlog Every Day April. Daí que um povo se animou e estendeu a ação também para agosto e, pensando nisso, a turminha linda dos “rotas” sugeriu que a blogosfera brazuca abraçasse a ideia nos blogs.

Onde compra, pra que serve, Raquel?

Como o nome já diz, o objetivo é postar no bloguito em todos os dias de agosto. Isso mesmo, post novo a cada dia, durante o mês todinho. Okay que já tô atrasada nesse bagulho e eu explico: pensei bastante antes de aderir. Teria euzinha tempo de subir post tous les jour no blog? Será que vou encher o saco de quem lê, principalmente das pessoas que assinam os posts por email? Pensei, pensei… resolvi participar. Seria uma oportunidade de participar desse desafio tão bacana de exercitar a escrita e a criatividade.

Antigamente, eu costumava discorrer sobre os mais variados assuntos e até tenho voltado com essa pegada nos últimos meses. Mas volta e meia estaciono em uma preguiça, um bloqueio criativo super nada a ver. Acho que quando a gente se despe de certos critérios, a coisa flui de um jeito bem mais fácil.

Como faz pra ter tanta inspiração?

Se o seu blog é mais pessoal e fala de tudo um pouco, vai ser moleza buscar assunto pra falar. Filmes assistidos, bandas favoritas, aplicativos pro celular, memórias da infância… Tudo vira conteúdo! A Loma Sernaiotto fez um post muito bom e completinho que pode te ajudar na hora de organizar as ideias pro blog, inclusive pra quem quiser ir além, é um baita exercício pra quem se sente meio perdido com a forma de escrever e se expressar.

Algumas sugestões bem loucas que pensei rapidamente, enquanto fazia esse post:

  • Devaneios na fila do supermercado
  • Receitas para um fim de semana chuvoso
  • Lugares para conhecer antes de morrer
  • Músicas para dançar coladinho
  • O que você quer ser quando crescer

Agora se o seu cantinho já é mais segmentado, focado em um determinado assunto, pode ser um pouco mais complicado porém não é impossível. Eu até pensei em embarcar nessa com o Gordelícias mas confesso que me senti mais a vontade aqui no Maionese. Ultimamente, tem sido meu blog preferido até.

Raqz, quero participar! #comofaz

Lá no Rotaroots tem tudo tão explicadinho que pra ser mais fácil, só sentando num pudim com tacinha de champanhe na mão! Tem até planilha pra vocês organizarem os posts, caras! Mesmo sendo dia 03, você pode começar “atrasadinho” (daí compensa nos outros dias de setembro). E se não der pra postar algum dia, não tem problema. A ideia é que a gente se desafie e exercite essa prática tão gostosa que é escrever. E, também, é uma forma de se permitir ser mais espontâneo, autêntico e natural. Me acompanha nessa?

acompanhe o maionese por aí:

curta o blog no Facebook siga no Instagram acompanhe os tweets snapchat: hackelz

Maionese no BEDA

música

5 músicas para o lip sync for your life

Você certamente já ouviu falar em RuPaul’s Drag Race. Há alguns meses, comecei a assistir pelo Netflix e foi um vício bizarro! Papo de matar a primeira temporada em pouquíssimo tempo, usando os bordões no meu dia a dia. Minha mãe, por exemplo, não entendia o que eu queria dizer com as frases mas nas redes sociais encontrei conforto, em grupos e com migos que também estavam assistindo loucamente, em temporadas mais avançadinhas até.

Em maio, o lindo grupo Rotaroots sugeriu o meme “5 músicas para o lip sync for your life”. PIREI! Explicando: RuPaul’s Drag Race é um reality show onde drag queens competem entre si para a eleicão da drag superstar. A prova de elimininação nada mais é do que um duelo onde as candidatas precisam dublar uma determinada música (lip sync) e é MARAVILHOSO! Pra vocês terem uma ideia, cliquem aqui por gentileza.

Eu amo um karaokê, como já falei aqui. Coloco pra fora a minha intérprete frustrada e sempre me divirto horrores. Achei que não ia conseguir escolher apenas 5 músicas e tal, então coloquei um bônus porque não dava pra deixar de fora. E escolhi apenas mulheres incríveis para esse post porque sim.

1. Whitney Houston :: I Have Nothing

Whitney Houston :: I Have Nothing

2. Carpenters :: Close To You

Carpenters :: Close To You

3. Nina Simone :: Don’t Let Me Be Misunderstood

Nina Simone :: Don’t Let Me Be Misunderstood

4. Blondie :: Heart of Glass

Blondie :: Heart of Glass

5. Celine Dion :: My Heart Will Go On

Celine Dion :: My Heart Will Go On

BONUS >> Kate Bush :: Wuthering Heihts


Kate Bush :: Wuthering Heights
.

Aposto que você tem uma seleção de musiquinhas pra fazer dublagem, hein? Qual seria a sua escolha para vencer uma competição com lip sync? Deixe as sugestões aqui nos comentários!

Este post faz parte do rotaroots, grupo de blogueiros de raiz que organiza blogagens coletivas e tenta manter a blogsfera viva. Se você se identifica com o projeto, vem com a gente clicando aqui.

amor

O que é o amor?

~ Na foto: El parque del amor, Lima/Peru ~

Fecho os olhos e penso por alguns minutos em todo o amor que já recebi nessa vida. Talvez, dessa forma, consiga colocar em palavras nesse post “o que é o amor”. Família, amigos, namoradinhos… cada um já amou/foi amado de uma determinada forma. E todas essas experiências construíram uma “ideia” do que é amor. Acho que é assim que funciona, certo?

Como bem definiu a Tany, em um texto maravilhoso de lindo, o amor é agridoce. E eu concordo, diante de todo o meu aprendizado. É mesmo um sentimento doce e amargo. É bonito, é grandioso, é de uma força inexplicável, mas nem sempre é essa belezura toda. Nada na vida é só felicidade, certo? Diga se não é verdade: é por amor que queremos ser cada vez melhores. É por causa do amor que conquistamos tanta coisa na vida. Sem amor eu nada seria. E não seria mesmo. Não teria feito/desfeito tantos planos. Seria alguém escondido em uma caverna, rezando pra nunca ser encontrado.

Hoje vivo um dos momentos mais importantes desses 33 anos. E tem muito amor nesse momento. Dos meus pais, meus maiores incentivadores nessa vida. Em tudo, tudo mesmo. Tanto na coisas que deram certo quanto nas que saíram meio tortas, mas que sempre nos deixam lições importantes. Amor da avó, amor do irmão. Amor dos bichanos e do companheiro que escolhi pra dividir mais do que a playlist de canções favoritas. Cada um desses amores merece um texto só pra eles.

um novo lar

Amar é torcer pelo outro, embarcar no sonho como se não houvesse amanhã. Mas é também puxar pro Planeta Terra, mantendo os pés no chão. É sim e não. É ying e yang. É querer estar sempre junto, sentir saudade, deixar partir quando se chega a hora. Amar é cuidar, mesmo sabendo que certas dores são somente daquela pessoa – e que nem sempre dá pra gente fazer mais do que um cafuné e uma fornada de biscoitos amanteigados.

O amor é isso tudo e mais um pouco. É respeito, compreensão. A energia que nos motiva mesmo quando nada parece fazer muito sentido.

Amor é o que faz essa vida valer a pena.

Este post faz parte do rotaroots, grupo de blogueiros de raiz que organiza blogagens coletivas e tenta manter a blogsfera viva. Se você se identifica com o projeto, vem com a gente clicando aqui.

acompanhe o Maionese por aí:

 curta a nossa página no Facebook  siga no Instagram  acompanhe os tweets 

conversas, www

Tá começando a blogar? Confira 7 dicas para iniciantes

Já faz um bom tempo desde que criei o meu primeiro blog. Eu devia ter mais ou menos uns 20 anos quando preenchi meu primeiro cadastro no Weblogger. Infelizmente não lembro do nome que dei no começo, só sei que meio sem querer fui conhecendo um tanto de gente legal. Algumas dessas pessoas mantenho contato até hoje, por sinal.

Pois bem, naquela época as coisas eram BEM diferentes de hoje. Criava-se um blog para falar sobre a vida e tudo que fazia parte dela. Música, faculdade, namoro, devaneios. Era um espaço para desabafos, “ouvidos” por muitos leitores nem sempre tão atenciosos assim (quem nunca recebeu aquele famoso “Oi, adorei aqui, passa lá no meu?” não é mesmo?). Pra galera mais old school, assusta um pouco ver os mais novos tão indecisos a respeito de criar um blog. As dúvidas giram em torno de “como ganhar dinheiro” ou “como me tornar famoso”. E não é pra menos, temos bons exemplos de que o jogo virou, não é mesmo? Mas onde você pode se encaixar se não quer FAMA, DINHEIRO, SEDUÇÃO? Dá pra ser feliz sem esses objetivos, viu? Mas, por onde começar?

Longe de ser a dona da verdade, compartilho com vocês alguns aprendizados que vim acumulado ao longo desses anos. Tem coisa que a gente (in)felizmente só aprende na prática e não tem jeito, não tem receita de bolo. Porém, dá pra galera mais experiente direcionar quem tá começando agora, de alguma forma. Seguem as minhas dicas:

Dicas para novos bloggers | Maionese

 Eu brinco dizendo que alguns blogs já nascem com CNPJ, visto que o blogueiro tem o declarado objetivo de monetizar o espaço de alguma forma. Dependendo do nicho, pode ser um empreendimento muito promissor. E eu digo isso pois alguns segmentos andam bem saturados e a concorrência pode ser mais agressiva. Portanto, definir o objetivo do seu blog é o primeiro passo pra quem tá começando. Vai ser só por diversão? Um experimento? Um laboratório de práticas? Um diário virtual? Um espaço para compartilhar coisas? Coloque tudo isso no papel e assim você conseguirá visualizar os próximos passos.

Dicas para novos bloggers | Maionese

 Você já sabe por que criou o blog e agora é hora de colocar a mão na massa. Além de escolher o layout, ajeitar uma coisinha aqui, outra ali, é preciso ter algum tempo livre para pensar no que escrever (além de escrever, de fato). Em alguns posts mais caprichados, eu chego a gastar 2h entre edição de fotos e montagem do texto, revisão… Dependendo do seu objetivo, haverá de investir mais/menos tempo em tarefas que vão desde criar o conteúdo a responder comentários.

tips-bloggers4

Acredito que esse seja o ponto de virada de muitos blogs hoje em dia. Blogs mais autorais estão com tudo. Não importa o nicho (moda, gastronomia, tecnologia…), as pessoas estão em busca de conteúdos cada vez mais caprichados. Aquele famoso copy + paste já não pega tão bem quanto há alguns anos. Esse ponto, aliás, tem muito a ver com o ponto “7”, que vamos falar mais pra frente.

Dedique um tempo à pesquisa de assuntos que podem ser bacanas de abordar. Assuntos que estão em alta e que você gostaria de emitir alguma opinião. Uma determinada banda que lançou disco novo e você tá doido pra comentar. Aquela coleção nova da loja x, que acabou de chegar nas araras. O que pode ser interessante de mostrar com o seu olhar?

tips-bloggers5

O Facebook reúne centenas de grupos dedicados a blogueiros. Alguns mais segmentados, outros voltados para divulgação… Euzinha mesmo faço parte do grupo mais bacana de toda a face da Terra, chamado Rotaroots e como eu aprendo e me sinto motivada com a troca entre os blogueiros. Acredito que seja imprescindível fazer parte de algum núcleo onde haja alguma troca de conhecimento. Seja um tutorial para ajustar o layout ou participar de postagens coletivas… Como é enriquecedor ser ativo na blogosfera.

tips-bloggers6

Esse ponto está ligado ao “3”, aliás devia ter colocado logo em seguida pra não perder o fio da meada. Como é importante ser organizado nesse mundo de blogs. Caderninhos, aplicativos de organização (Evernote, Wunderlist…), você escolhe o melhor jeito. Quantas vezes no meio de uma viagem de ônibus a gente não tem ideias maravilhosas de coisas para escrever no blog? Além de tomar nota desses assuntos, você pode criar um cronograma, para distribuir melhor o conteúdo ao longo do mês, por exemplo. Aliando o cronograma a um calendário, você ainda aproveita data comemorativa para escrever um pouco sobre o assunto, fazendo postagens mais pontuais (Dia da Mulher, Dia dos Namorados…).

tips-bloggers7

Nada pior do que acompanhar um blog, comentar, interagir no Instagram, no Facebook, e nada da pessoa responder, não é? Não seja esse tipo de pessoa. Você pode ser o blogueiro mais famoso do Brasil ou um iniciante, não é nada simpático ignorar quem está dedicando alguns minutinhos da vida com você! Lógico que quando nossos blogs começam a receber um número grande de interações fica um pouco mais difícil responder de imediato cada um  e tal. Tente reservar alguns minutos dentro da sua agenda para criar e fortalecer esse relacionamento com quem, de alguma forma bem gentil, apóia o seu trabalho.

tips-bloggers8

Essa dica aqui merece um post it no computador de todos nós. Imprima ao seu blog a sua marca registrada. Quem é você? Onde está você nos textos? Sua visão sobre o mundo, suas ideias, seu olhar? Nada mais sacal do que blog que a gente vê nitidamente que o autor força a barra pra ser bacana, cool, e acaba sendo superficial. Como faz diferença para os leitores perceber que em cada detalhe há um pouquinho de quem escreve naquele cantinho? Nunca esqueça dessa dica!

.

Espero que essas sete dicas ajudem vocês que estão começando a se divertir muito com seus blogs. Acima de tudo, é importante que a gente se sinta bem e feliz para que o trabalho flua de maneira saudável. De nada adianta investir tempo, dedicação, se organizar, estudar, abrir mão de um tempo que poderia estar sendo gasto no Netflix para produzir conteúdo forçado, que você mesmo não gostaria de ler. No fundo, não faz nenhum sentido, certo? Blogs precisam ser feitos, acima de tudo, com amor.

Este post faz parte do rotaroots, grupo de blogueiros de raiz que organiza blogagens coletivas e tenta manter a blogsfera viva. Se você se identifica com o projeto, vem com a gente clicando aqui.